Crônica da (não)beleza

Crônica da (não)beleza

Sobre a beleza das pessoas só existem duas respostas. Aquelas que, por um acidente genético, não tiveram a oportunidade de escolher a feiura. E as outras, que por uma sucessão de outros acidentes, ficaram longe do gen das capas de revista. Na fase adulta, depois de passar pela idade média da estética governada por pelos e espinhas, a beleza se coloca ao alcance de todos. Para aquelas do primeiro tipo, basta acordar para inspirar poetas e...

Leia mais

Zona de Conforto

Zona de Conforto

A paz e a calmaria da estabilidade de um lado e a realidade, com dias que precisam de ao menos umas 30 horas, de outro, e no meio disso tudo, pessoas reclamando de suas rotinas. O que faz com que eu sempre me pergunte o que nós realmente queremos, mas, quando penso mais um pouco, percebo que… Quem é que sabe? Não que isso seja um problema, afinal, saber exatamente o que queremos não nos impede de ser jogados de um lado para o outro...

Leia mais

Quem é você

Quem é você

Tem gente que é o que é. Que é o que gostaria de ser, ou apenas o que quer mostrar. Tem gente que de verdadeiro nada tem. Nas redes sociais é assim. Cada um constrói a imagem que quer, do jeito que quer. Consciente ou inconscientemente, as pessoas se utilizam do meio digital para se esconder ou se expor demais. Tentam controlar aquilo que no dia a dia é muito mais difícil de controlar, sua imagem diante da sociedade. Mas, que sociedade é...

Leia mais

Fobias ou curiosidades da língua portuguesa?

Fobias ou curiosidades da língua portuguesa?

Descobri recentemente que sofria de uma série de fobias. O dicionário diz que fobia é “aversão, medo mórbido, irracional, desproporcional, persistente e repugnante de algo”. Foi um alívio quando descobri que fui erroneamente chamada de preguiçosa a minha vida toda. O fato é que minha condição de PONÓFOBO (que tem medo de trabalhar muito) associado com a minha inclinação à EOSOFOBIA (medo do amanhecer) e a PROSOFOBIA (medo do...

Leia mais

Breve estória de um povo que foi para a rua

Breve estória de um povo que foi para a rua

Era uma vez um povo que vivia em uma terra muito rica e muito bonita. Mas neste lugar havia muitos problemas, muitos crimes, muitas doenças, e, principalmente, muitos desmandos e roubos. Quem roubava? Principalmente aqueles que deveriam cuidar do povo, os governantes. Em vários séculos, poucas vezes esse povo cansou e se revoltou. Houve uma vez que eles se reuniram, em uma cidade onde poucos tinham muita terra e o restante só tinha a...

Leia mais

Mais do Mesmo?

Mais do Mesmo?

Dos novos chavões e expressões que se embrenham no nosso vocabulário e protagonizam nossas opiniões (involuntariamente), “Mais do Mesmo” é uma das que eu chamo de Tiro no Pé. Justamente por seu significado não ser tão nítido quando o “Pior” (que na verdade significa melhor, mas dispensa tradução). Esta outra vem quase sempre depois de uma contração dos lábios e após um arquear de sobrancelhas. Mais do Mesmo, é, no senso...

Leia mais

Novas perspectivas em cima de uma bicicleta

Novas perspectivas em cima de uma bicicleta

Entre uma escapada do pé do pedal aqui e uma desequilibrada ali, vou reaprendendo a andar de bicicleta. Desta vez, o desafio é maior de quando eu aprendi a primeira vez. Agora, as lições dizem respeito, principalmente, a andar em meio aos carros, e não mais no quintal de casa ou naquela rua sem movimento, como era na minha infância. A bicicleta nunca deixou de ser o meio de transporte principal de inúmeras pessoas, mas hoje...

Leia mais

Sobre príncipe e princesas

Sobre príncipe e princesas

Estes dias eu e meu marido brincávamos com nossa filha, na época com três anos, de príncipe e princesas quando, ao pedido da nossa pequena, eu e ela fingimos adormecer como a Cinderela e ela ordenou ao pai (já que era a chefe da brincadeira) que ele escolhesse uma de nós para beijar e tornar a viver.

Leia mais